Relatório Extraterrestre »

[28 fev 2011 | Sem comentários | 4.667 visualizações]
Relatório 28:  eu odeio energia eólica

A Irmãos Brothers tinha aparecido no computador de pulso como um exemplo de amor à natureza. Tratava-se de uma grande loja de material de construção que possuía, bem no pátio central, um enorme aerogerador para servir de fonte de energia.
Quê? Você não sabe como é um aerogerador?
É um equipamento que lembra os propulsores da velha espaçonave Kafor 300. Não adiantou muito? Pense num ventilador gigante. Ainda não? Tudo bem, eu coloco uma foto:
Bem, quando chegamos na Irmãos Brothers (para não dar na vista, estávamos transformados em anões), logo fomos … leia mais

Relatório Extraterrestre »

[24 fev 2011 | Sem comentários | 2.212 visualizações]

No dia seguinte, eu estava assistindo a uma corrida de espaçonaves quando Velva bateu à porta da Vork: “Vamos trabalhar, Kubno.”
“Pode esperar um pouco, tenente?” A corrida estava na última volta. Getgo estava a ponto de ser ultrapassado por Vitexus.
“Você não está ansioso para ver como funciona o processo de reciclagem do alumínio?”
“Claro, claro…”
“Então vamos logo! Isso solidificará a práxis do nosso texto.”
“Ok, corações, mas por que o alumínio mesmo?”, perguntei saindo de minha cabine.
“Pense nisso, Kubno: a energia economizada com a reciclagem de uma simples lata pode manter uma … leia mais

Relatório Extraterrestre »

[23 fev 2011 | Sem comentários | 1.746 visualizações]
Relatório 26: lavar sem água

Foi um alívio voltar para o presente com aquele presente, ou seja, sem o chato do supervisor Jopgus.
Agora éramos só eu e Velva.
Quer dizer, só eu e Velva, mais as pesquisas, as leituras, as anotações, as entrevistas e o relatório para a Copula. Sim, a maluca continuava obcecada por trabalho:
“Hoje pretendo encontrar um empreendimento verde funcionando com eficiência, Kubno.”
“Ok, mas antes eu gostaria de fazer uma coisa.”
“É rápido?”
“Mais que isso, é lava-rápido.”
“Não entendi.”
“Preciso lavar a Vork. Nossa espaçonave não recebeu uma gota d’água desde que saímos de Tralfamador. São mais … leia mais

Relatório Extraterrestre »

[21 fev 2011 | Um comentário | 2.077 visualizações]

A tenente Velva ficou animada após ter descoberto a origem da palavra ‘sustentabilidade’. Tão animada que, logo depois disso, decidiu que também queria saber de onde tinha vindo a palavra ecologia.
A Marreta nos transportou, então, ao ano de 1869. Mais precisamente à casa do cientista alemão de nome pomposo; Ernst Heinrich Phillip August Haeckel. Foi ele quem usou o vocábulo pela primeira vez.
Repararam que eu escrevi ‘vocábulo’? Também sei ser pernóstico de vez em quando.
O mutômetro nos transformou em cientistas barbados. Mas havia um lacinho na ponta da barba de … leia mais

Relatório Extraterrestre »

[18 fev 2011 | Sem comentários | 2.273 visualizações]

Gostei de saber que iríamos ver uma conferência da ONU em Estocolmo, na Suécia. Só que Velva queria fazer isso no ano de 1979. Aí as coisas complicaram, porque detesto viagens no tempo. “Elas deixam meus quatro estômagos meio embrulhados”, argumentei. “E se fôssemos pegar um sol em Mercúrio ou andar de skate nos anéis de Saturno?”
A resposta de Velva foi dar um soco no meu estômago inferior direito.
“Pronto, já está embrulhado. Agora vamos.”
Ah, adoro mulheres rudes…
Logo estávamos usando a Marreta e recuando ao ano de 1979, mais precisamente à … leia mais

Relatório Extraterrestre »

[17 fev 2011 | Sem comentários | 2.265 visualizações]

Enquanto eu dirigia a Vork e dava voltas no planeta, imaginava Velva e o supervisor Jopgus juntos em algum lugar romântico, como Veneza, Paris ou um lixão. Eu já não tinha a forma de um cachorro, mas me mordia de ciúmes.
Ao mesmo tempo, eu tinha que descobrir o que significava a abreviatura PPP. Que diabos podia ser aquilo? Pipocas, palhaços e poloneses? Talvez. Pernilongos, pentes e palíndromos? Era mais provável.
Como eu poderia chegar à resposta?, eu me perguntei.
E eu me respondi: “Perguntando, seu estúpido!”
Meus diálogos comigo mesmo sempre são um … leia mais

Relatório Extraterrestre »

[15 fev 2011 | Um comentário | 3.224 visualizações]

Graças a uma ideia minha – apoiada pelo supervisor Jopgus – fomos fazer uma pesquisa sobre reciclagem de papel.
Velva foi transformada numa mulher de rua e passou a conduzir um carrinho. Eu e ele viramos cachorros. Eu, um simpático vira-lata. Ele, um imponente pastor alemão.
No começo do dia, a tenente sofreu um pouco para empurrar o veículo. Não por ter que fazer força, mas por ser obrigada a usar as mãos. Seria tão mais conveniente usar energia mental.
“Ah, esses humanos…”, ela reclamava a cada ladeira.
O dia era de sol e … leia mais

Relatório Extraterrestre »

[11 fev 2011 | 3 comentários | 2.961 visualizações]
Relatório 21: o Etesão

“Se você quer escalar o pé de milho, sinta-se à vontade, Kubno. Eu ficarei por aqui.”
Fiz uma cara de “Hã?” e ela sorriu, apontando dois baldes cheios de espigas à nossa direita.
“Uh-lá-lá!”, exclamei. Realmente o caminho era bem mais curto por ali. Cada um de nós subiu por um balde e fomos nos esbaldar.
Não faça essa cara, eu tenho direito a inventar um trocadilho ruim de vez em quando.
Mas a partir daí aconteceu algo estranho. Enquanto Velva comia feito louca o milho de seu balde, eu mal conseguia roer um grão.
Isto só não foi a coisa … leia mais

Relatório Extraterrestre »

[9 fev 2011 | Um comentário | 2.176 visualizações]
Relatório 20: ruminações filosóficas de um boi

Não é todo dia que um boi descarrega um bafo quente às suas costas, e não é todo dia que, quando o boi descarrega o bafo quente às suas costas, você está transformado num grilo. (leia o último relatório)
Saímos correndo. No caminho, Velva falou: “Isso está meio perigoso, Kubno. Pegue a droga do mutômetro e nos transforme em dois bois.”
“Por que não um boi e uma vaca?”
“Boa ideia! Mas você vai ser a vaca.”
Um minuto depois já tínhamos assumido as novas formas. Ainda estava me acostumando aos cornos lá em … leia mais

Relatório Extraterrestre »

[7 fev 2011 | Sem comentários | 2.168 visualizações]
Relatório 19: cuca verde

Minha bochecha ainda estava vermelha por conta do tapa de Velva quando o supervisor Jopgus apareceu no monitor. (leia o último relatório)
“Ai, caramba! Vocês tão muito estranhos!”, ele disse.
“Estamos disfarçados de terráqueos”, Velva explicou.
“Pelas nossas pesquisas, uma mulher com mais de dois metros e um homem com mais de 140 quilos são tipos que fazem sucesso por aqui.”
“Pois é sobre estas pesquisas que quero falar”, disse o supervisor Jopgus. “Estamos esperando novos relatórios, seus preguiçosos. Mandem hoje mesmo alguns dados do início do movimento ambientalista terráqueo.”
“Sim, senhor”, prometeu a tenente.
Tão … leia mais