Home » Making of, Trabalho

A índia e a extração ambientalmente responsável

24 fevereiro 2011 2.128 visualizações Sem comentários

O Português tenta convencer a índia a fechar negócio

Ainda tentando fechar negócio com a índia Terebê, o Português explorador das matas virgens brasileiras explica da sua real necessidade em conseguir as 200 toras de pau-brasil para que possa levar para a sua terra natal. A índia Terebê não dá tréga e tenta explicar ao português que o negócio precisa ter sustentabilidade e lucro para que ambos possam chegar a um acordo.

19. Mais um par de índios aparece por ali. Eles se juntam aos
outros trabalhando no plantio.

EXT. – CLAREIRA NA MATA – DIA

TEREBÊ
A coisa mais importante é pensar a
extração de maneira ambientalmente
responsável.

NUNO
Não vejo como. Uma coisa é
fornecer madeira para meia dúzia
de gatos pingados. Mas veja, para
atender milhões de pessoas só um
único jeito: destruir essa mata.
E depois a outra. E a outra ali
adiante.

TEREBÊ
Nós temos que encontrar um meio
termo.

NUNO
Não vejo necessidade.

O senhor vai se convencer: o eco-
business é a tendência do momento.
O meu lucro aqui com colar, anel,
bolsinha, dobrou desde que a gente
fez essa virada.

NUNO
Vá lá, a gente tem duas orelhas é
para escutar.

TEREBÊ
Primeira coisa: não é simples
entrar no eco-negócio.

NUNO
Negócio, negócio.

TEREBÊ
Que foi isso?

NUNO
É que tu falaste eco-negócio… E
eu fiz o eco.

TEREBÊ
Não foi engraçado.

Desculpe.

TEREBÊ
Vou repetir: antes de arregaçar
as mangas, é preciso convencer os
funcionários.

NUNO
Fácil. Eu estou do lado certo do
chicote.

TEREBÊ
Posso usar um lugar comum?

NUNO
(aponta o chão)
Não estamos a usar?

TEREBÊ
Primeiro é preciso fazer como os

jesuítas faziam: é preciso ganhar,
as almas das pessoas. Aqui com
meus companheiros não foi nada
simples.

NUNO
São umas antas!
(cai em si)
Desculpe.

TEREBÊ
Além de derrubar as árvores, eles
estavam acostumados a pescar
indiscriminadamente, a fazer
queimada.

NUNO
Queimada é fogo.

TEREBÊ
Tupã é testemunha do trabalho que
eu tive para convencê-los a viver
de um modo diferente.

NUNO
Mas como fizeste? Foste a falar à
orelha de cada um?

TEREBÊ
Não, isso seria português.

NUNO
Não pense que vai me ganhar com
elogios.

TEREBÊ
Bem, eu usei aqui de muito
workshop, meeting evaluation,
case discussion, conference call,
brainstorm sessions.

NUNO
Posso fazer-te uma pergunta?

Manda.

NUNO
Tens certeza de que não és estado-
unidense?

Tags: , , , , , ,

Compartilhe por e-mail Compartilhe pelo Facebook Compartilhe pelo Twitter Compartilhe pelo Google Bookmarks Compartilhe pelo Google Buzz Compartilhe pelo del.icio.us Compartilhe pelo Orkut Compartilhe pelo Windows Live Assine o RSS

Deixe seu comentário!

Adicione seu comentário abaixo, ou trackback de seu próprio site. Você também pode assinar esses comentários via RSS.

O uso de Gravatar está habilitado. Para ter seu próprio avatar, por favor se registre em Gravatar.