Home » Relatório Extraterrestre

Relatório 23: PPP

17 fevereiro 2011 1.641 visualizações Sem comentários

Enquanto eu dirigia a Vork e dava voltas no planeta, imaginava Velva e o supervisor Jopgus juntos em algum lugar romântico, como Veneza, Paris ou um lixão. Eu já não tinha a forma de um cachorro, mas me mordia de ciúmes.

Ao mesmo tempo, eu tinha que descobrir o que significava a abreviatura PPP. Que diabos podia ser aquilo? Pipocas, palhaços e poloneses? Talvez. Pernilongos, pentes e palíndromos? Era mais provável.

Como eu poderia chegar à resposta?, eu me perguntei.

E eu me respondi: “Perguntando, seu estúpido!”

Meus diálogos comigo mesmo sempre são um tanto rudes.

Foi então que tive uma ótima ideia: decidi que iria para um lugar chamado avenida Paulista, pois começava com pê e tinha bastante gente. Ali me transformaria num jornalista (pelo que vi, jornalistas são pessoas que têm por profissão fazer perguntas) e entrevistaria as pessoas.

Consultando meu computador de pulso (no caso, de tentáculo), vi que o jornalista mais conhecido do mundo era um sujeito chamado Clark Kent. Adotei a fisionomia dele, inclusive com a capa vermelha, e fui para a Paulista.

Logo comecei a perguntar: “Você sabe o que é significa a abreviatura PPP?”

Recebi um monte de respostas.

Um sujeito com camisa da seleção brasileira de futebol disse: “Pelé, Pepe e Pato.”

Um casal de engraçadinhos respondeu: “Pirado perdido na Paulista”.

Um motoqueiro falou: “Pontiac, Porshe e Picasso”.

O casal engraçadinho, passando de novo, emendou: “Pancada perguntando parvoíces”.

Um gordo, salivando, arriscou: “Panqueca, pavê e pistache?”.

E o casal, cruzando mais uma vez a minha frente, disparou: “Pateta pedindo palpite”.

Já pensava em desintegrá-los com minha pistola de raios quando um sujeito com barba me perguntou: “Você é que quer saber o que é PPP?”

“Sim!”

“Pois PPP é a abreviatura das três partes que formam o tripé da sustentabilidade. A sigla traduz a ideia de que todas as atividades têm que ser economicamente viáveis, socialmente justas e ambientalmente saudáveis?”

“Mas cadê os três pês?”, perguntei.

“Ah!”, exclamou o cara barbudo lembrando de alguma coisa, “é que essa expressão vem da língua de Shakespeare. Ela foi criada pelo sociólogo inglês John Elkington e usa as palavras People, Planet, Profit. Ou, em português: planeta, pessoas e lucro. Significa que mesmo que uma ação seja positiva do ponto de vista do homem e da natureza, se ela não der lucro, babau. Isso criou um novo paradigma no ramo dos negócios verdes.”

Mal o barbudo se afastou, o casal que tinha tirado sarro de mim se aproximou mais uma vez.

Ela disse: “Parabéns, cabo Kubno. Não achei que você fosse capaz.”

E ele completou: “Eu não esperava que você fosse conseguir uma resposta decente.”

“Ah, eram vocês que estavam fazendo piadinhas sobre mim? Por pouco não desintegrei vocês!”

“Queria ver como seria seu desempenho trabalhando sozinho”, explicou Jopgus.

“Pois me saí bem, não é?”

“Muito bem”, falou Jopgus. Depois, olhando para Velva, completou: “Aliás, como o Kubnão se saiu bem, talvez ele possa continuar o trabalho enquanto nós fazemos outras coisas, não é, Velvinha?”

Velvinha detesta que a chamem de Velvinha e quase soltou fogo pelos olhos (e ela soltaria mesmo, não é metáfora). Mas ela se controlou e disse apenas:

“Acho que devemos continuar o trabalho. E com Kubno.”

“Tudo bem…”, resmungou Jopgus. “E qual o próximo passo?”

Velva olhou para mim e para Jopgus (para mim, com o olho direito, para Jopgus, com o esquerdo), e respondeu:

“Sugiro que vejamos uma certa conferência da ONU na Suécia.”

Leia aqui o relatório 22: minha vida de cachorro

Tags: ,

Compartilhe por e-mail Compartilhe pelo Facebook Compartilhe pelo Twitter Compartilhe pelo Google Bookmarks Compartilhe pelo Google Buzz Compartilhe pelo del.icio.us Compartilhe pelo Orkut Compartilhe pelo Windows Live Assine o RSS

Deixe seu comentário!

Adicione seu comentário abaixo, ou trackback de seu próprio site. Você também pode assinar esses comentários via RSS.

O uso de Gravatar está habilitado. Para ter seu próprio avatar, por favor se registre em Gravatar.