Home » Relatório Extraterrestre

Relatório 22: minha vida de cachorro

15 fevereiro 2011 2.439 visualizações Um comentário

Graças a uma ideia minha – apoiada pelo supervisor Jopgus – fomos fazer uma pesquisa sobre reciclagem de papel.

Velva foi transformada numa mulher de rua e passou a conduzir um carrinho. Eu e ele viramos cachorros. Eu, um simpático vira-lata. Ele, um imponente pastor alemão.

No começo do dia, a tenente sofreu um pouco para empurrar o veículo. Não por ter que fazer força, mas por ser obrigada a usar as mãos. Seria tão mais conveniente usar energia mental.

“Ah, esses humanos…”, ela reclamava a cada ladeira.

O dia era de sol e sem muito trânsito. Passarinhos cantavam. Mas eu tive um problema: o exibidinho do supervisor Jopgus.

Logo pela manhã ele começou com seus truques. Sem que Velva pedisse, ele apanhava rolos de papelão com os dentes e os levava até o carrinho abanando o rabo.

“Viu como ele é esperto, Kubno?”

Pela hora do almoço, inventou de dar uns pulinhos para arrancar risadas dos transeuntes.

“Do jeito que você é gordo, Kubno, jamais conseguiria fazer isso.”

À tarde, protegeu-a quando um bêbado se aproximou para dizer gracinhas.

“Se fosse depender de Kubno, eu estaria frita numa hora dessas.”

Felizmente Velva tinha juntado uma boa quantidade de papel e não precisei passar por mais humilhações. No caminho da Cooperativa ela fazia anotações no seu computador de pulso e, como de costume, falava alto:

“Calcula-se que existam 400 cooperativas que reúnem cerca de 200 mil catadores no Brasil. De acordo com as últimas estimativas, eles conseguem apanhar algo entre 70 e 300 quilos de papel ao dia.”

Chegando à Central, de onde eles iam encaminhar a papelada toda para uma empresa de reciclagem, Velva foi atendida por um sujeito comprido, alto e de olhos eram grandes. Seu apelido era Zóio.

“Olá, garota, como é o seu nome?”

“Velva.”

“Parabéns, Velva, você pode dormir tranquila hoje.”

Velva fez uma cara de ponto de interrogação. Zóio se explicou: “Você ajudou o planeta, menina: cada tonelada de papel reciclado poupa pelo menos 22 árvores.”

“Posso anotar isso no computador de pulso?”

Zóio deve ter pensado: estou diante de uma doida varrida. Então riu e falou: “Anote também que essa mesma tonelada de papel reciclado economiza 75% de energia elétrica e polui o ar 74% menos do que se fosse produzida de novo. Interessante,

“Muito”, disse Velva. “O senhor tem mais algum dado como esse? O pessoal da Copula adora números.”

Zóio, é claro, não sabia que a Copula é a Confederação Planetária Unida de Lealdade Ambiental. Mas era um rapaz bem humorado e resolveu continuar com a brincadeira:

“Claro, Velva, diga para o pessoal da Copula que os campeões mundiais de reciclagem são a Coréia do Sul, a Alemanha e a França, que reutilizam mais de 70% do papel. O Brasil recicla cerca de 50%. É um bom número, mas pode melhorar. Ainda não sabemos lidar muito bom com o PPP.”

“PPP?”

“É uma abreviatura. Significa…”

O sujeito ia explicar o que queriam dizer aquelas três letras, mas o supervisor Jopgus estava há tempo demais sem dar uma de aparecido. Então, justo no meio daquela frase, ele ficou em pé sobre as patas traseiras e, com as dianteiras, fez um origami de papel imitando um carrinho de reciclagem.

“Caraca!”, disse Zóio com os olhos arregalados. “Seu cachorro é incrível!”

“Incrível? Ele é o máximo!”, acrescentou Velva.

Senti que precisava agir naquela hora, mas a única ideia que me veio à cabeça foi urinar na persa de Zóio.

Ok, admito, não foi brilhante.

“Já esse outro só me dá decepções”, lastimou Velva.

Jopgus deu uma risadinha. Fique tão louco com aquilo que avancei sobre ele.

Brigamos. E eu, é claro, apanhei. Meu castigo foi ter que fazer sozinho a pesquisa sobre o que é esse tal de PPP.

Enquanto isso, ele e Velva foram passear. Argh!

Tags: , ,

Compartilhe por e-mail Compartilhe pelo Facebook Compartilhe pelo Twitter Compartilhe pelo Google Bookmarks Compartilhe pelo Google Buzz Compartilhe pelo del.icio.us Compartilhe pelo Orkut Compartilhe pelo Windows Live Assine o RSS

Um comentário »

  • Murilo said:

    “Fique tão louco com aquilo que avancei sobre ele.” esqueceram do “i” desta vez.Aprendi coisas legais com seu Zóio, e kubno você tem que virar esse jogo cara!

Deixe seu comentário!

Adicione seu comentário abaixo, ou trackback de seu próprio site. Você também pode assinar esses comentários via RSS.

O uso de Gravatar está habilitado. Para ter seu próprio avatar, por favor se registre em Gravatar.